Cânones Estruturais para o

desenho do corpo humano

O método Cânones Estruturais para o Desenho do Corpo Humano instrui a construção de representações do corpo humano sobre uma grade estrutural originada pelos dois primeiros quadrantes do sistema de coordenadas cartesianas valorizando o fazer manual.

 

O cânone base é o feminino adulto, biótipo ampulheta (por ser ainda utilizado (com 9 cabeças) como idealização na Moda e indústria), desdobrando-se para os diversos biótipos, personalizáveis e divergentes, para todos os gêneros (masculino, feminino e infantil) e faixas etárias. (Ver capítulo Modamática item 1.2.7, figuras 27, 28 e 29).

Figura 13

Fonte: Primária (2013)

Durante a revisão dos conteúdos de desenho para cânones de moda em grafismos e técnicas analógicas/manuais, este método desdobrou sua aplicabilidade7 e formato para o cânone estrutural grego ou clássico (com 8 cabeças), (Ver capítulo Modamática item 1.2.7, figuras 27, 28 e 29) com técnicas digitais e manuais.

 

Apresenta as proporções do corpo humano real, na função de base referencial (corpo nú) para o desenvolvimento do Desenho Técnico do Vestuário.

4.2 Cânone Estrutural Grego

A estrutura deste subtópico apresenta estudos do ‘Cânone estrutural para o

desenho de moda’ (com 9 cabeças) para o corpo feminino adulto.

 

Este cânone de moda é compreendido como uma estilização do cânone grego,

representa o biótipo de modelos e manequins do universo da Moda; dele derivam todos

os estudos dos demais biótipos masculinos e infantis (todas as faixas etárias), gêneros

e corpos divergentes.

Figura 14 - Cânone Grego para o desenho do corpo ou manequim - estrutura para o desenho técnico

Fonte: Primária (2013)

4.3 Cânone Estrutural de Moda

A estrutura deste subtópico apresenta estudos do ‘Cânone estrutural para o

desenho de moda’ (com 9 cabeças) para o corpo feminino adulto.

 

Este cânone de moda é compreendido como uma estilização do cânone grego,

representa o biótipo de modelos e manequins do universo da Moda; dele derivam todos

os estudos dos demais biótipos masculinos e infantis (todas as faixas etárias), gêneros

e corpos divergentes.

Figura 15 - Cânones estruturais feminino adulto, silhueta ampulheta

Fonte: Primária (2013)

Figura 15 - Cânones estruturais feminino adulto, silhueta ampulheta

Fonte: Primária (2013)

Figura 15 - Cânones estruturais feminino adulto, silhueta ampulheta

Fonte: Primária (2013)

Figura 15 - Cânones estruturais feminino adulto, silhueta ampulheta

Fonte: Primária (2013)

A ideia do desenvolvimento de métodos do Cânone Estrutural do Desenho de Moda parte de práticas manuais (o fazer analógico), em uma composição simples de linhas retas, curvas e formas geométricas básicas, para a projeção do corpo humano, também geometrizado (a partir de quadrados, círculos e retângulos). Posteriormente aos croquis, há o refinamento dos desenhos e aplicação de técnicas de ilustração.

 

Este método de desenho, figura xx, propõe estudos das principais posições do corpo humano feminino adulto (frente, costa e perfil); a variação dos demais biótipos do corpo humano, faixas etárias e gênero, com um subtópico dedicado aos corpos divergentes para o desenho de moda, integrando-se aos conteúdos e planejamento dos capítulos: Modamática, Moulage Cartesiana e Modelagem Cartesiana Plana.

 

O método se desdobra para o gênero masculino, demais faixas etárias até o bebê, estimulando a composição dos corpos ou bases de croqui nas posições: frente, costas e perfil (fundamentais para a projeção do vestuário em 360º). O estudo de variadas características étnicas são abordadas, sempre considerando a composição vmatemática e linguagem visual.

4.5 Técnicas de ilustração

Neste método proposto, entende-se a relevância de estudar as cores, a composição do círculo cromático e os efeitos de luz e sombra possibilitando a aplicação destes conhecimentos em todas as técnicas de ilustração analógica ou digital. Nas pesquisas de campo os estudantes demonstraram interesse em desenvolver os estudos na técnica de aquarela (aguadas) e as possibilidades de mesclar vários materiais.

 

Este subtópico terá de ser bem trabalhado com videoaulas, exercícios e encontrar uma linguagem atrativa e estimulante.

Figura 15 - Cânones estruturais feminino adulto, silhueta ampulheta

Fonte: Primária (2013)

Clique nos círculos para rolar para os subcapítulos

Cânones Estruturais para o

Desenho do Corpo Humano

Construção de representações do corpo humano

LIBRAS

LEITOR DE TELA

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

  1. Lorem ipsum dolor sit amet
  2. Lorem ipsum dolor sit amet
  3. Lorem ipsum dolor sit amet
  4. Lorem ipsum dolor sit amet
  5. Lorem ipsum dolor sit amet
  6. Lorem ipsum dolor sit amet
  7. Lorem ipsum dolor sit amet
  8. Lorem ipsum dolor sit amet
  9. Lorem ipsum dolor sit amet
  10. Lorem ipsum dolor sit amet
  11. Lorem ipsum dolor sit amet
  12. Lorem ipsum dolor sit amet
  13. Lorem ipsum dolor sit amet

 

REFERÊNCIAS

ABLING, Bina; MAGGIO, Kathleen. Moulage, modelagem e desenho: prática integrada. Porto Alegre, Bookman, 2014.

 

CATELLANI, R. M. Moda ilustrada de A a Z. SP.

BERG, Ana Laura M. Técnicas de modelagem feminina: construção de bases e volumes. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2017.

 

BOUERI, José Jorge. Sob medida: antropometria, projeto e modelagem. In: BADUY, Dorotéia. Design de moda: olhares diversos. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2008.

 

DINIS, Patricia M.; VASCONCELOS, Amanda F. Cardoso. Modelagem. In: SABRÁ, Flávio (org.). Modelagem: tecnologia em produção do vestuário. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2009.

 

DOLCE, Osvaldo; POMPEO, José N. Fundamentos de Matemática Elementar: geometria espacial, posição e métrica. São Paulo: Atual Editora, 1993.

+MAIS REFERÊNCIAS